Portuguese PT English EN Spanish ES Italian IT

Arenavírus (Febre Hemorrágica)

O que é o Arenavírus (Febre Hemorrágica)

O Arenavírus é a denominação para um tipo muito raro da Febre Hemorrágica, doença com alto índice de letalidade. Seus últimos registros de infeções datam de mais de 20 anos, com três casos registrados em ambientes silvestres no estado de São Paulo, e um devido a infecção em um ambiente laboratorial no estado do Pará.

O período de incubação do vírus (tempo em que os primeiros sintomas levam para se manifestar) é longo: de 7 a 21 dias. Em seus casos graves, o Arenavírus pode provocar alterações neurológicas graves e o comprometimento hepático, com sinais de sonolência, confusão mental, alteração do comportamento do paciente, convulsões e até o desenvolvimento de hepatite.

Os principais sintomas do arenavírus são:

  • Febre.
  • Mal-estar.
  • Dores musculares.
  • Manchas vermelhas pelo corpo.
  • Dor de garganta.
  • Dor no estômago.
  • Dor atrás dos olhos.
  • Dor de cabeça.
  • Tonturas.
  • Sensibilidade à luz.
  • Constipação (previsão de ventre).
  • Sangramento de mucosas, como boca e nariz.

Ao sentir os sintomas da doença, o ideal é que o paciente procure, o mais breve possível, um serviço de pronto atendimento.

 

Causa

A inalação de aerossóis formados com a mistura de urina, fezes e saliva dos roedores infectados pelo Aerovírus é a forma mais comum de contágio da doença. Sua transmissão entre humanos pode acontecer quando há o contato muito próximo entre o infectado e outra pessoa ou em ambientes hospitalares.

 

Diagnóstico

Os arenavírus são agentes infecciosos classificados como nível de biossegurança 4, ou seja, que representam alto risco de contaminação. Por isso, seu diagnóstico é feito através de um exame de diagnóstico molecular em um laboratório específico, que atende aos requisitos de segurança adequados e com funcionários devidamente treinados. Esse exame está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS) incluir algum link do SUS que tenha uma relação de exames, etc. Dar um encaminhamento ao internauta.

 

Prevenção

A maneira mais eficaz para evitar o contágio de arenavírus e as formas de febres hemorrágicas é evitando o contato com roedores silvestres que são encontrados em áreas rurais e de mata, já que eles representam o reservatório dos vírus.

Os seis tipos de febre hemorrágica:

  • Flaviviridae (febre hemorrágica de Omsk, febre da floresta de Kyasanur, dengue hemorrágico/síndrome de choque do dengue e febre amarela).
  • Nairoviridae (febre hemorrágica do Congo e da Criméia).
  • Phenuiviridae (febre do Vale Rift).
  • Hantaviridae (febre hemorrágica com síndrome renal por hantavírus e síndrome pulmonar e cardiovascular por hantavírus).
  • Arenaviridae (febres hemorrágicas dos vírus Junin, Machupo, Guanarito e Sabiá na América do Sul e do vírus Lassa na África) – Arenavírus.
  • Filoviridae (febres hemorrágicas dos vírus Marburg e Ebola).

A opinião dos articulistas e especialistas não reflete, necessariamente, a opinião da Conecta Saúde.
©2020 Muitos Somos Raros - Conecta Saúde - Todos os direitos reservados.